Refazendo sorrisos

O projeto:

Apolônias do Bem foi criado em 2012, em parceria com a organização não governamental Turma do Bem e com a Amil Dental. Sensibilizado com os dados de violência doméstica no Brasil, o dentista Fábio Bibancos, fundador da ONG Turma do Bem, resolveu criar o Projeto Apolônias do Bem.  O objetivo é refazer os sorrisos de mulheres que são vítimas de violência doméstica.  A iniciativa conta com a ajuda de 16 mil dentistas voluntários espalhados por 12 países da América Latina e Portugal.

O nome “Apolônias” é uma homenagem à personagem histórica que viveu em Alexandria, no Egito, e morreu em 249, após ser presa, espancada e ter os dentes quebrados e arrancados. É considerada a padroeira dos dentistas e de quem tem problemas bucais.

Nascida como projeto piloto para atender mulheres que passaram por situações de violência em São Paulo, a iniciativa se estendeu para Rio de Janeiro e Espírito Santo nos dois anos seguintes. A meta é ampliar o projeto para todo o território nacional.

Objetivo:
O foco do projeto é fazer o tratamento integral e gratuito em mulheres adolescentes e jovens de baixa renda vítimas de violência doméstica.

Público-alvo:
Mulheres vítimas de violência doméstica.

Como funciona:
Para terem direito ao tratamento, as mulheres são selecionadas em triagens realizadas pela equipe da ong Turma do Bem em casas de apoio à mulheres que vivenciaram situações de violência doméstica.

Resultados:
Iniciado em São Paulo, Apolônias do Bem já chegou ao Rio de Janeiro e Espírito Santo. A expectativa é que o projeto chegue a todo o Brasil em breve.
De acordo com o dentista responsável Fábio Bibancos, “depois de passar pelo tratamento, elas renascem, conseguem mastigar e comer, fora a vaidade que desabrocha de volta”, relatou em entrevista ao jornal Folha de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: