Prefeito de Calumbi fala do Projeto Mulheres Seguras

O prefeito de Calumbi (Pernambuco) Joelson colocou à disposição a equipe do Município para dar continuidade ao Projeto Mulheres Seguras. Em entrevista ao site do Projeto, ele afirmou que pretende continuar assessorando as equipes. “A gente quer e vai dar toda assistência para que esse projeto seja um projeto bem concluído e possa dar assistência a todas as mulheres do Município.”

Desde abril de 2014 o Projeto Mulheres Seguras, realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com apoio da União Europeia, aplica sua metodologia em 10 Municípios de Pernambuco e Rio Grande do Norte. Atualmente, o projeto está em sua fase final e os Municípios participantes estão na fase de lançamento e legitimação dos seus Pactos de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, documentos elaborados pelos Grupos de Trabalho Municipais a partir de capacitação oferecida pelo projeto.

Foram realizadas entrevistas com os prefeitos pernambucanos Sebastião Dias, Luciano Duque e Marcones Libório de Sá, de Tabira, Serra Talhada e Salgueiro, respectivamente. Além da prefeita em exercício de Florânia, Márcia Nobre. Todas publicadas no site do projeto.

– Qual avaliação do projeto Mulheres Seguras?

Acho um projeto muito importante que vem sendo elaborado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). É muito importante para o nosso município. É uma maneira de poder acompanhar os atos de violência com mais tranquilidade na nossa cidade. A gente sabe que vem acontecendo em todos os municípios violência contra mulher e isso é mais um passo adiante e mais uma responsabilidade dos gestores, como também da equipe da secretaria da mulher a respeito dessa situação. Eu acho que o projeto é importante para fazermos um acompanhamento do dia a dia das nossas mulheres.

– Como efetivamente a prefeitura colaborou e como pode continuar colaborando?

A Prefeitura vem colaborando. A gente já criou a Coordenadoria da Mulher e a estrutura com equipamentos. Esperamos em breve poder ajudar muito mais. Vamos disponibilizar o que for necessário para que equipe esteja assessorada e possa fazer seu trabalho. Acredito que com isso, com a união, vamos poder dar andamento e caminhar melhor para combater a violência contra a mulher. Estamos à disposição. Contem conosco e toda equipe da Coordenadoria para que se possa apoiar esse grande projeto que vai melhorar a vida das mulheres calumbienses.

– Quais os principais desafios que foram encontrados?

Primeiro lugar, a gente não tinha a Coordenadoria da Mulher no Município. A gente criou, com projeto de lei, para dar assessoria às mulheres do Município em parceria com o governo do Estado, que nos apoiou com equipamentos para a Coordenadoria. Estamos tentando melhorar mais a estrutura e vamos tentar fazer com que esse projeto seja aprovado e possa caminhar com responsabilidade dentro da lei, reconhecendo a capacidade de ajudar as mulheres do nosso Município contra a violência.

– Qual a importância de um projeto assim?
É muito importante. Primeiro lugar é um reconhecimento que está tendo ao direito da mulher. A gente tem acompanhado tantas tragédias contra mulher, assassinatos, violência, estupros. A gente quer e vai dar toda assistência para que esse projeto seja um projeto bem concluída e possa dar assistência a todas as mulheres do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: