Oficina reúne representantes de 10 municípios em Serra Talhada

Serra Talhada é a sede da Oficina de Pactuação Metodológica que reuniu uma dezena de municípios, entre órgãos públicos e movimentos sociais (Foto: Lotus)
Serra Talhada é a sede da Oficina de Pactuação Metodológica que reuniu uma dezena de municípios, entre órgãos públicos e movimentos sociais (Foto: Lotus)

No Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, nesta de terça-feira, 25, o Projeto Mulheres Seguras – Municípios Seguros e Livres de Violência contra as Mulheres celebrou a data com um trabalho muito importante. Realizou uma Oficina de Pactuação Metodológica em Serra Talhada (PE). A atividade, na sala de reuniões do Hotel São Cristóvão, contou com a participação de integrantes de instituições públicas e movimentos sociais de 10 municípios.

“Cada ator tem de ficar muito consciente”, ressaltou Tatiana Duarte, vice-prefeita e secretária da Mulher de Serra Talhada, ao lado do prefeito Luciano Duque, de João Maria Rodrigues, promotor em Recife e coordenador do Núcleo de Apoio à Mulher do Ministério Público de Pernambuco, e de Denise Messias, da Confederação Nacional de Municípios (CNM), entidade que executa o projeto financiado pela União Europeia.

Tatiana Duarte, vice-prefeita e secretária da Mulher de Serra Talhada, ao lado do prefeito Luciano Duque, do promotor João Maria Rodrigues e de Denise Messias, da CNM (Foto: Lotus)
Tatiana Duarte, vice-prefeita e secretária da Mulher de Serra Talhada, ao lado do prefeito Luciano Duque, do promotor João Maria Rodrigues e de Denise Messias, da CNM (Foto: Lotus)

A presença do Ministério Público tem muito a ver com o Projeto, salientou o prefeito Luciano Duque. “Foi quando começamos a observar os números apresentados pelo Ministério Público que percebemos a importância de criar a Secretaria da Mulher”, observou. “Quando surgiu a possibilidade de a CNM nos oferecer essa política de formação e capacitação, veio no momento certo.”

Com atividades que se estenderam pela tarde, a Oficina de Pactuação Metodológica envolveu gestores municipais de cinco municípios pernambucanos da região (Calumbi, Carnaíba, Salgueiro, Serra Talhada e Tabira), quatro do Ceará (Barbalha, Crato, Jardim e Penaforte), além de integrantes do Ministério Público vindos de Recife.

Entre as organizações e movimentos sociais de Serra Talhada presentes :

  • Associações de Mulheres Artesães, de Mulheres Jovens do Bairro da Cagep e São Cristóvão e das Mulheres Agricultoras do Assentamento Barra Nova;
  • Centro de Educação Comunitária Rural (Cecor);
  • Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural Sustentável;
  • Hospital Regional Agamenon Magalhães;
  • Instituto Federal do Sertão;
  • Movimentos de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Sertão Central, dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) e Movimento Negro de Igualdade Racial;
  • Sindicato de Trabalhadores Rurais;
  • Universidade Rural de Pernambuco.

Também participaram representantes de organizações dos municípios de Salgueiro (Associação das Mulheres) e de Carnaíba (Sindicato dos Trabalhadores Rurais).