Igualdade de gênero impulsiona diversos debates e eventos no país

O dia 25 de novembro marcou um momento importante não apenas no Brasil, mas fora dele também. Nesta data, se celebra o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres. O tema continua em debate e, no Brasil, a semana começa com um conjunto de eventos pela promoção da igualdade de gênero.

A ONU Mulheres, órgão das Nações Unidas dedicado exclusivamente às questões de empoderamento feminino, realizará na terça-feira, 29 de novembro, a Tenda dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. O evento acontece em Brasília e deverá reunir gestores públicos, representantes da sociedade civil e da academia para um diálogo sobre a urgência de eliminação da violência contra elas no país.

Seguindo a mesma linha, a Câmara dos Deputados também irá desenvolver ações durante esta semana. No dia 29, haverá uma audiência pública para debater a violência sexual no ambiente online. O assunto está cada vez mais em evidência, já que a internet tem se tornado um espaço para a prática crimes contra o público feminino, acobertado pelo anonimato.

No dia 30, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados ocorrerá cerimônia de lançamento do perfil parlamentar da deputada Bertha Lutz e abertura de exposição que leva seu nome. Lutz é conhecida como a maior líder na luta pelos direitos políticos das mulheres brasileiras. Um de seus feitos mais notáveis foi a outorga do direito feminino de votar e ser votada.

Municípios engajados

A igualdade de gênero também é apoiada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). A entidade faz parte do Comitê Eles por Elas, da ONU Mulheres, para combate às desigualdades de gênero. O movimento internacional convoca os homens a serem protagonistas nesse processo e teve como uma de suas ações uma campanha, lançada oficialmente no Brasil durante a Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios em 2015.

Este ano, novamente o municipalista demonstrou engajamento com a causa. O Seminário Novos Gestores, promovido pela CNM, teve como parte da programação um espaço dedicado a apresentar os projetos da entidade. Entre eles, o Mulheres Seguras, que foca na articulação de líderes mulheres para a construção de políticas públicas de prevenção e combate à violência feminina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: