Florânia e a participação no projeto Mulheres Seguras

Screen Shot 2015-12-21 at 6.20.54 PMEm fase de finalização do Projeto Mulheres Seguras, gestores municipais que participam da iniciativa têm dado depoimentos sobre o êxito do trabalho, idealizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), com apoio da União Europeia.

Foram realizadas entrevistas com os prefeitos pernambucanos Sebastião Dias, Luciano Duque e Marcones Libório de Sá, de Tabira, Serra Talhada e Salgueiro, respectivamente. Todas publicadas no site do projeto.

Desde abril de 2014 o Projeto Mulheres Seguras aplica sua metodologia em 10 Municípios de Pernambuco e Rio Grande do Norte. A entrevistada de hoje é com a prefeita em exercício de Florânia, Márcia Nobre.

– Qual sua avaliação do projeto Mulheres Seguras?
É bastante positiva. Conseguimos alcançar os resultados do projeto. Dentre eles, o diagnóstico de situações e ambientes vulneráveis, além da conscientização das pessoas envolvidas sobre a importância da proteção a mulher.

– Com o que, de fato, a Prefeitura colaborou e como poderá continuar contribuindo para este projeto?
O poder público colaborou com a disponibilização de pessoal e infraestrutura para o desenvolvimento do projeto Mulheres Seguras. Com reuniões, viagens, transporte, alimentação, bem como a execução das ações previstas para impedir a violência contra as mulheres em ambientes públicos.

A Prefeitura continuará fiscalizando as ações já desenvolvidas e cuidará para aprimorá-las, inclusive com a conscientização social.

– Qual a importância de um projeto como o Mulheres Seguras?
A importância está no desenvolvimento da consciência dos envolvidos e da comunidade quanto à necessidade de protegermos os mais vulneráveis.