Coordenadoras do Movimento Mulheres Municipalistas apresentam demandas em reunião na Câmara

As fundadoras e coordenadoras do Movimento Mulheres Municipalista (MMM) da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Tânia Ziulkoski e Dalva Christofolleti, participaram nesta quarta-feira, 13 de setembro, de uma reunião técnica na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados. O encontro foi destinado à apresentação dos objetivos do MMM, da pauta municipalista prioritária e de projetos da Confederação.

Essa foi a primeira participação do MMM na Câmara dos Deputados. A reunião contou com a presença de várias prefeitas, vereadoras e parlamentares. Em sua participação, Tânia Ziulkoski detalhou como foi a origem do MMM e ressaltou a importância da participação feminina nas decisões políticas no Brasil. “O MMM é o primeiro movimento municipalista feminino apartidário e busca a inserção das mulheres no processo de governabilidade. Por meio desse encontro com a comissão da mulher, o movimento demonstra o seu apoio à bancada feminina no Congresso Nacional na luta pela independência política, econômica e social das mulheres brasileiras”, ressaltou.

Em sua participação, Christofoletti ressaltou o trabalho da Confederação ao longo do tempo em prol do municipalismo. Ela destacou as dificuldades vivenciadas pelos Municípios e reforçou a importância do MMM para que as reivindicações avancem. “Nós estamos aqui para pleitear a colaboração do Congresso com a nossa pauta municipalista. Muitos dos parlamentares que aqui estão já foram prefeitos e só quem foi gestor pode dizer o que é a necessidade dos Municípios”, disse.

Projetos

Além da apresentação do MMM, a CNM explicou aos participantes várias ações que foram desenvolvidas e podem ser aplicadas nos Municípios com a participação das mulheres. Entre os projetos apresentados pela entidade estão o Reinserir, Mulheres Seguras e a Rede de Municípios Doadores de sangue. Nesse contexto, técnicas da Confederação pediram o apoio dos participantes no desenvolvimento dessas iniciativas nas cidades.

Solicitações 

Várias prefeitas e representantes municipais discursaram na reunião. A prefeita mineira de Itapagipe, Denise Maia, agradeceu o trabalho da Confederação e do MMM na busca de melhorias pela gestão municipal. “O Município é uma vidraça e a CNM tem nos ajuda tanto para encontrar caminhos”, ressaltou. A prefeita capixaba de Montanha, Iraci Baltar, também enalteceu o trabalho do MMM e aproveitou para elencar pautas que considerou urgente para os Municípios. “Nós temos demandas cruciais para os nossos Municípios com o Plano Municipal de Saneamento Básico. Eu ainda não consegui concluir o meu e em 31 de dezembro tem que estar pronto sob pena de perdermos recursos”, revelou. A gestora ainda pediu uma atenção especial aos Consórcios Públicos e aos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O MMM foi criado em maio deste ano durante a XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. A inserção das mulheres nas decisões políticas e o fortalecimento do movimento municipalista por meio da melhoria da gestão municipal estão entre as principais ações do grupo.