CNM apoia ações de enfrentamento à violência contra as mulheres no Nordeste brasileiro

24112015_logo_dia_laranjaA Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o apoio da Delegação da União Europeia no Brasil, executa desde abril de 2014 o Projeto Municípios Seguros e Livres de Violência contra as Mulheres. O objetivo maior dessa ação é aplicar uma metodologia de trabalho em 10 municípios, localizados em Pernambuco e Rio Grande do Norte, para estimular a articulação e o trabalho conjunto entre governos locais e sociedade civil no planejamento e implementação de ações municipais de prevenção e combate à violência contra as mulheres nos espaços públicos e privados.

Foram criados grupos de trabalho mistos em cada município parceiro do Projeto, que atualmente passam por um processo de capacitação para a realização de uma série de atividades locais de enfrentamento à violência contra as mulheres. Os grupos de trabalho são formados por representantes das prefeituras, da sociedade civil e das Câmaras Municipais. Os municípios de Calumbi, Carnaíba, Salgueiro, Serra Talhada e Tabira formam o grupo de trabalho de Pernambuco. Caicó, Florânia, Jucurutu, Parelhas e Santana dos Matos formam o grupo de trabalho do Rio Grande do Norte.

Após uma série de oficinas técnicas oferecidas pelo Projeto, os municípios estão colocando em prática diversas ações que visam tanto a eliminação da violência contra as mulheres nos espaços públicos, quanto o combate à violência doméstica. Desde julho deste ano, os grupos de trabalho estão desenvolvendo projetos locais, sendo a maioria deles voltados à sensibilização de homens e meninos sobre a gravidade da violência doméstica, assim como do assédio e abuso sexual de mulheres e meninas nas ruas.

Os 10 municípios parceiros também realizaram auditorias de segurança das mulheres, uma técnica que consiste em uma caminhada exploratória realizada por um grupo de pessoas em um bairro com o objetivo de mapear áreas de risco para as mulheres. A partir do material coletado, os grupos estão realizando reuniões com seus prefeitos para negociarem propostas para tornarem as ruas desses municípios mais seguras para as mulheres. Diversas obras já foram iniciadas, e muitas ruas já ganharam nova iluminação, podas de mato alto e maior policiamento.

Na fase atual, os Grupos de Trabalho estão voltados à criação de seus Pactos Municipais pela Não Violência contra as Mulheres, um instrumento local de planejamento e demanda de políticas locais que será também negociado com a prefeitura da cada município para ganhar legitimação e ser colocado em prática. Veja todas as ações e publicações do Projeto em www.mulheresseguras.org.br.

Nesse dia 25 de novembro, quando é celebrado o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, a Confederação Nacional de Municípios está estimulando todos os Municípios brasileiros a abraçarem essa causa e a gerarem novas ações e políticas de enfrentamento aoproblema. Esta data marca o início dos 16 Dias de Ativismo, que vai até 10 de dezembro, em todo o mundo.

A entidade também está convidando a todos os gestores e gestoras locais para fazerem parte das mobilizações dos 16 Dias de Ativismo pela Não Violência contra as Mulheres, assim como para aderirem à Campanha “Torne seu Mundo Laranja”, promovida pela ONU Mulheres em parceria com acampanha do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, “UNA-SE Pelo Fim da Violência contra às Mulheres”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: