16 dias de ativismo: Caxias (MA) lança campanha contra o Feminicídio

Com o tema “Feminicídio: a luta contra a impunidade”, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPPM) de Caxias (MA) realizou palestra sobre o tema. A ação integra a campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”, que visa envolver e mobilizar a sociedade para que se possa erradicar qualquer tipo de violência contra a mulher.

O evento foi realizado no dia 18 de novembro, no auditório da prefeitura e contou com a participação da guarda municipal do Município.

A mobilização nos Municípios integra campanha nacional da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que tem como eixo o combate ao assédio sexual contra mulheres no ambiente de trabalho. Com o slogam “Podemos Mudar #ChegaDeAssédioNoTrabalho”, a CNM visa alertar para a importância da redução deste tipo de violência de gênero no ambiente de trabalho, bem como incentivar gestores municipais a lutarem também pelo fim do assédio sexual e moral contra mulheres nos órgãos públicos de sua responsabilidade.

Campanha Mundial
A campanha mundial pelos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher teve início em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram a campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo.

A data 25 de novembro foi escolhida pela Assembleia Geral das Nações Unidas, um dos órgãos das Organizações das Nações Unidas (ONU), como o Dia Internacional pela Não Violência Contra as Mulheres. Esta foi uma forma encontrada de homenagear as Irmãs Mirabal, conhecidas como Las Mariposas. As irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa foram assassinadas em 25 de novembro de 1960, na República Dominicana, ao se posicionaram contrárias ao governador e ditador Rafael Trujillo.

Os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher termina em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. A campanha passa ainda pelo dia 6 de dezembro, que é conhecido como o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Nesta data, homens do mundo inteiro usam a fita branca com o lema de jamais cometer um ato violento contra as mulheres e de não fechar os olhos frente a essa violência.